середа, 14 листопада 2012 р.

Neo-estalinismo na Universidade Montclair


O professor americano Grover Furr (docente de inglês que insiste em ensinar a história) na Universidade Estadual de Montclair nos EUA defende a ideia do que Estaline e o regime comunista da URSS não são responsáveis pelos milhões de mortes ocorridas na União Soviética durante a ditadura estalinista.

Sugiro que percam alguns minutos e manifestem a sua posição sobre o assunto.

It’s simply impossible to understand why Montclair State University permitted do Dr. Grover Furr to disseminate communist indoctrination and communist denying of Stalin’s mass murder, conducted by soviet authorities in 1930-1940-1950…


Quem concorda, escrevem no perfil da Universidade no FB/na página da Universidade:

понеділок, 27 грудня 2010 р.

O busto de Stalin removido por agora

Como muitos de vocês sabem, um busto do ditador soviético Joseph Stalin foi instalado em Junho de 2010, no Museu Memorial do Dia D em Bedford, estado de Virgínia, nos EUA. A Fundação Memorial Vítimas do Comunismo liderou uma campanha de petição nacional para exigir a sua remoção.

A nossa campanha alcançou o sucesso no final de Setembro, quando a Fundação Memorial do Dia D retirou o busto de Stalin. No entanto, eles fizeram isso, ressalvando de que planeiam reinstalá-lo em uma data futura, a despeito do facto de que Stalin não teve qualquer papel no planeamento do Dia D e que as tropas soviéticas não participaram do desembarque do Dia D na Normandia, na França.

Continuamos a acompanhar a situação. A petição (link abaixo) continua activa e recentemente ultrapassou 4600 assinaturas.

Assinar a petição agora:
http://stalinstatue.com

понеділок, 10 травня 2010 р.

Robbialac diz não ao Stalin *

Recebemos recentemente a carta oficial da Tintas Robbialac SA, qual reproduzimos com a gentil permissão da empresa.
.
A Robbialac vem esclarecer que nunca foi sua intenção ofender as vítimas do Estalinismo.

Nessa medida e para que não restem quaisquer dúvidas, a Robbialac decidiu eliminar a designação “vermelho-Estaline” e “vermelho Rússia” dos catálogos em que as mesmas vêm mencionadas.

A Robbialac está presente no mercado nacional há 79 anos, tendo sempre mantido uma postura de escrupuloso respeito pelos seus consumidores e colaboradores.
.
Ficamos à sua disposição para qualquer informação ou esclarecimento que considere oportuno.

Com os melhores cumprimentos.

Atentamente.

Lisete Mata
Super Colorizer Manager
Divisão de Marketing
Tel.: + 351 219 739 661

* Título é da responsabilidade deste blogue.

середа, 5 травня 2010 р.

Clarification from Tintas Robbialac S.A.

Robbialac would like to clarify that it was never our intention to offend the victims of Stalinism.
.
Therefore, in order to avoid any doubts about the issue, Robbialac decided to withdraw suppress the color designation “vermelho-Estaline” and “vermelho Rússia”, from the colour cards where they were mentioned. Robbialac operates in the Portuguese market for 79 years, and has always maintained a thorough respect for the consumers and employees.
.
TINTAS ROBBIALAC, S.A.

From Blogger:

In fact, Catalogue tintagem 2008 was removed from the Tintas Robbialac, S.A. official site. We hope that in next few days all this issue will be solved and the name of Stalin will never be used again.

неділя, 2 травня 2010 р.

Stop Robbialac Stalinism na CNN

A secção iReport da CNN (contribuição do cidadão – espectador) interessou-se pela nossa iniciativa, tendo a história colocada no ar.

Foi em menos de 24 horas após o início da nossa campanha cívica.

http://www.ireport.com/docs/DOC-438453

***

Stop Robbialac Stalinism on CNN

iReport section of CNN (contribution of citizens – reporters) was interested in our initiative, releasing our story on-line.

All that in less than 24 hours after beginning of our civic initiative.

http://www.ireport.com/docs/DOC-438453

пʼятниця, 30 квітня 2010 р.

Stop Robbialac Stalinism!

Recently, a Portuguese paint producing company, Robbialac, has created a new tone of Red, which was branded with name: “Vermelho Estaline” (Red Stalin).

This astonishingly strange decision was taken by its own management and creative departments and can be verified in company’s Web products catalog:
http://www.robbialac.pt/folder/catalogo/ficheiro/1_catalogotintagemcolorizer2008.pdf
.
Personally, I have considered this decision as a cynic and sinister way to obtain commercial gains based on inhuman suffering, blood and tears of millions de citizens of Central and East Europe, Central Asia and Caucasus, caused by one of the worst tyrants of modern history.

Also, I have a profound doubt, that Robbialac management has no information about horrors of Ukrainian Holodomor, massacre of Polish officers and civilians in Katyn or about system of Soviet concentration camps, generically known as a GULAG.
.
Based in all this data, I personally assume responsibility and duty in not buying any Robbialac products, till the company takes of the market this genocidal paint and will publically ask for apology, to millions of victims of Stalinist tyranny in Europe or in any place in the World.

If you agree with my position, please, contact Robbialac management to show the company your own civic position: e-mail: robbialac@robbialac.pt; Telephone in Portugal: + 351 21 994 77 00; Fax in Portugal: + 351 21 994 77 94; Green Line in Portugal: + 351 800 200 725.
.

Boicotar à Robbialac estalinista!

Recentemente, a empresa portuguesa de tintas Robbialac criou uma nova cor de tinta a que deu o nome de “Vermelho Estaline”.

Proponho contactar os administradores de Robbialac para demonstrar a nossa posição cívica: robbialac@robbialac.pt; Telefone em Portugal: + 351 21 994 77 00; Fax em Portugal: + 351 21 994 77 94; Linha Verde em Portugal: + 351 800 200 725.
.
Assunto: Carta aberta aos administradores da empresa Robbialac
.
Estimados Senhores,
.
Venho, por este meio manifestar a mais profunda indignação pela decisão da vossa empresa em criar, promover e comercializar a tinta sob o nome de “Vermelho Estaline”, facto que pode ser comprovado por este catálogo disponibilizado na Internet:
http://www.robbialac.pt/folder/catalogo/ficheiro/1_catalogotintagemcolorizer2008.pdf
.
Considero a vossa decisão empresarial como uma cínica e sinistra tentativa de obter lucro, desprezando o sofrimento inimaginável, feito de sangue e de lágrimas, de milhões de vítimas do estalinismo na Europa Central e Oriental, Ásia Central e Cáucaso. Milhões de homens e mulheres que foram sumariamente executados, deportados das suas casas, injustamente presos ou assassinados pela fome (ver a última resolução da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa): http://assembly.coe.int/Main.asp?link=/Documents/AdoptedText/ta10/ERES1723.htm
.
Não posso acreditar que os responsáveis da Robbialac desconheçam os horrores do Holodomor ucraniano, do massacre de militares e civis polacos em Katyn ou da existência do sistema desumano dos campos de concentração soviéticos, genericamente conhecidos como GULAG.
.
À luz do supracitado, assumo a decisão de não adquirir nenhum produto Robbialac, bem como de apelar à opinião pública para adoptar idêntico procedimento, até que a empresa retire do mercado a tinta genocidária, pedindo desculpas públicas por este ultraje.
.
Com os melhores cumprimentos,
.
Nome:
Profissão & Ocupação:
Morada:

.
Enviar para: robbialac@robbialac.pt;
Telefone em Portugal: + 351 21 994 77 00
Fax em Portugal: + 351 21 994 77 94
Linha Verde em Portugal: + 351 800 200 725
.